Sergei Lupashin,   apresentou durante o TED realizado  em Zurique – um quadricóptero chamado Fotokite.  o que diferencia esse  drone  dos demais é que ele não precisa de tanta habilidade para ser pilotado, já que o dispositivo fica conectado ao usuário por uma espécie de coleira. “É como se fosse um pipa, então a situação de segurança é muito diferente”, explica Lupashin.

22817867_5

Foto: Robert Ladig / rep

O  software utilizado  no Fotokite permite que ele  voe  no mesmo ângulo em relação ao seu piloto. “Se alguma coisa acontecer, a coleira dá uma robusta prova contra falhas – o veículo reduz a pressão e automaticamente volta ao operador”. Também não contém GPS ou qualquer outro dispositivo de localização, aos quais Lupashin atribui a causa da maioria dos acidentes com drones. A previsão é que o Fotokite seja comercializado até o fim deste ano.

Com a utilização do novo software os profissionais que trabalham na área de filmagem e fotografia terão mais um ítem de segurança para o desempenho de suas atividades

Fonte Revista FHOX

Anúncios